Páginas

25 de fev de 2012

A mediadora, O arcana nove - Meg Cabot




Em O arcano nove, segundo volume de A mediadora, Suzannah continua literalmente apaixonada por um sujeito de outro mundo. O fantasma do bonitão Jesse, que vive aparecendo em seu quarto, mexe com o coração da adolescente. Mas Tad Beaumont, o garoto mais descolado e rico da cidade, também entra no páreo. E com uma vantagem inegável: ele está vivo. O rapaz convida Suzannah para uma festa, onde ela pode ganhar seu primeiro beijo.
Enquanto lida com os ciúmes de Jesse e as investidas de Tad, Suzannah precisa resolver o assassinato de uma mulher que aparece aos gritos em seu quarto. Noite após noite a mesma coisa se repete. Com a imaginação fértil da idade, Suzannah logo cria várias hipóteses para o "assassinato", mas sua principal preocupação é descobrir quem é aquela mulher. Afinal, apesar de sentir compaixão pela desconhecida, a menina gostaria de poder dormir. Além de tudo isso, Suzannah precisa fazer o que os adolescentes fazem: estudar, badalar, e se ajustar a uma nova família, que inclui um pai adotivo e três irmãos postiços. O relacionamento com Tad vai tomando forma ao mesmo tempo em que Suzannah se envolve na busca do misterioso passado do pai do garoto. Só mesmo a mediadora para transformar a chance de um namoro feliz em risco de vida.


Esse é o segundo livro da série "A mediadora", a resenha do primeiro livro "A terra das sombras" você pode ler aqui.
Tenho que ser sincera, eu adorei esse livro.
Eu ri muito com as confusões da Suzannah, com o ciúmes do Jesse e com as suposições para o tal assassinato.
E como a resposta pra ajudar o espírito da mulher estava na cara dela.
Só a Suzannah pra se envolver em tanta confusão mesmo.
Esse livro é daqueles que quando você começa a ler não para enquanto não terminar.

Boa leitura.

Beijos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

E ai? Gostou? Não Gostou? Comente, exponha as suas opiniões, vou adorar conhece-las. Mas seja educado(a), se houver xingamentos ou palavrões, enfim qualquer tipo de comentário com palavras de baixo escalão eu irei excluí-los.